"Todo o crédito pertence ao homem que está de fato na arena; cuja face está arruinada pela poeira e pelo suor e pelo sangue; aquele que luta com valentia; aquele que erra e tenta de novo e de novo; aquele que conhece o grande entusiasmo, a grande devoção e se consome em uma causa justa; aquele que ao menos conhece, ao fim, o triunfo de sua realização, e aquele que na pior das hipóteses, se falhar, ao menos falhará agindo excepcionalmente, de modo que seu lugar não seja nunca junto àquelas almas frias e tímidas que não conhecem nem vitória nem derrota."


BLOG MELHOR VISUALIZADO NO MOZILLA FIREFOX!

18 de jul de 2013

DÚVIDAS, DÚVIDAS E MAIS DÚVIDAS...



O susto da lesão já passou! Estou tratando dela... Mas como não sinto mais dor, desconforto ou instabilidade no joelho, então o foco deve se voltar novamente para meu objetivo – ½ - sub 1h55min! Ou não?

Ultimamente tenho pensado muito nisto...

Vale a pena “forçar” o corpo para atingir a meta que criei neste ano, correndo o risco de me lesionar novamente? Ou devo “deixar” que a melhora da minha performance seja gradual, natural, como foi até então...

Meu tempo em provas não é dos melhores, mas também não é dos piores! Será que o foco agora não deveria ser começar a preparar o corpo para correr em torno de 4 horas visando uma maratona, ou seja, focar mais em volume, aumentar Km’s e não o tempo... lapidar o corpo para uma futura maratona (projeto para 2 anos) e depois distâncias maiores (projeto para 5 anos, após a 1ª maratona).

Realmente tenho pensado muito nisto! E confesso que não sei como agir... Já pensei em tentar fazer mais meias maratonas em 1 ano (2 ou 3) sem me preocupar com tempo, mudar os objetivos, sei lá... como já disse não sei como agir... Creio que este ano somente farei uma meia (setembro ou outubro...), mas para ano que vem daria para fazer mais (março, julho, outubro...), e aí sim com 9 ou 10 meias no currículo partir para o tão sonhado 42K aos 4.0 de vida!

To viajando de mais, o fato é que não sei O QUE FAZER???????

3 comentários:

Luiz Souza disse...

Olá Fabio.
Eu abri mão de todos os recordes esse ano depois da lesão.
Vou voltar gradativo, sem me preocupar com o cronômetro.
Correr é antes de tudo saúde.
Não posso te dizer faça isso ou aquilo, mas desejo que escolha o melhor para você!
Deus te abençoe com sabedoria.

Katryny disse...

Querido, quer um conselho de uma louca???
Comece a treinar para a Maratona, se é teu sonho, você já está preparado. Vá devagar, mas vá!
não sabemos o dia de amanhã e muito menos as lesões que podemos ter. Tanto treinos de velocidade como de longas distâncias podem nos prejudicar, então invista no que você quer!

"Todo o crédito pertence ao homem que está de fato na arena; cuja face está arruinada pela poeira e pelo suor e pelo sangue; aquele que luta com valentia; aquele que erra e tenta de novo e de novo; aquele que conhece o grande entusiasmo, a grande devoção e se consome em uma causa justa; aquele que ao menos conhece, ao fim, o triunfo de sua realização, e aquele que na pior das hipóteses, se falhar, ao menos
falhará agindo excepcionalmente, de modo que seu lugar não seja nunca junto àquelas almas frias e tímidas que não conhecem nem vitória nem derrota."

Bora futuro maratonista!!!
Bora ser maratonista e adquirir novos sonhos!!!
Beijão





Jorge disse...

Fabão,
acredito que estas dúvidas são normais,já as tive e continuo tendo.
Vou para a minha primeira maratona em outubro próximo com 12 meias concluídas,será o suficiente ?Não sei,estou treinando com foco nos 42km, maratona é maratona.
Após essa maratona vou decidir e dizer para o professor qual o meu próximo objetivo e assim eu vou...
Não tenho direito de me lesionar, são 58 anos, nesta faixa etária as lesões mais simples demoram para sarar e aí entra o meu foco, o meu objetivo maior: correr sempre,com saúde,o tempo, o pace é secundário...
Abraço e bons treinos!!