"Todo o crédito pertence ao homem que está de fato na arena; cuja face está arruinada pela poeira e pelo suor e pelo sangue; aquele que luta com valentia; aquele que erra e tenta de novo e de novo; aquele que conhece o grande entusiasmo, a grande devoção e se consome em uma causa justa; aquele que ao menos conhece, ao fim, o triunfo de sua realização, e aquele que na pior das hipóteses, se falhar, ao menos falhará agindo excepcionalmente, de modo que seu lugar não seja nunca junto àquelas almas frias e tímidas que não conhecem nem vitória nem derrota."


BLOG MELHOR VISUALIZADO NO MOZILLA FIREFOX!

25 de set de 2013

O QUE JÁ NÃO ERA REGULAR, FICOU AINDA PIOR...



Sempre deixei a musculação em segundo plano. Na minha agenda semanal há espaço para compromissos profissionais, pessoais, treinos de corrida e por último, quando sobra um espaço, a musculação.

Até mês passado, consegui manter certa regularidade e pelo menos 1 dia da semana fazia uma sessão de musculação, sei que não é o ideal, mas para o trabalho isométrico ajudava, pelo menos eu penso assim...

Mas neste mês o negócio se desgarrou de vez, não fiz sequer um treino decente de musculação. Primeiro porque puxar ferro não é minha praia, apesar de saber o quanto é essencial à musculação para um corredor.

E depois porque, e este é o principal motivo, a academia que eu freqüento é pequena para o número de alunos que a frequentam no mesmo horário que eu (início da noite), e quando faço musculação, diferente da grande maioria que utiliza este espaço, não gosto de perder tempo, não gosto de ficar horas dentro de uma academia, minha natureza de corredor prefere a rua...

Gosto de fazer minha série e deu (claro que respeitando os intervalos de descanso entre um aparelho e outro), sem ficar batendo papo, comparar com os outros o bíceps, ou a quantidade de carga utilizada, ou ainda ficar admirando meus músculos em frente ao espelho (até porque não tenho corpo pra isso), ou ainda ficar azarando a mulherada (minha condição civil não permite estas extravagâncias).
Respeito os frequentadores que fazem isto, mas eu particularmente não gosto.

Não tenho paciência para aguardar a disponibilidade de um determinado aparelho, para depois seguir a série. Vou fazendo os aparelhos que estão livres no momento para depois retornar aos que ficaram para trás, mas mesmo assim, tem dias que é quase impossível encontrar uma vaga nos aparelhos...

Por esta razão, dei uma relaxada, o que já não era regular, ficou ainda pior...
Em outubro a academia será transferida para um novo espaço com o dobro de tamanho e aparelhos, só depende de mim, organizar a semana e me disciplinar para ao menos fazer musculação duas vezes por semana...
Mais uma meta a ser atingida!




6 comentários:

Bons Km disse...

Eu sei que é chato puxar ferro e ficar preso em um lugar cheio de gente as vezes um pouco fúteis, mas não dá para fugir, é importante e os joelhos agradecem, espero que a tua motivação melhore.
Beijos
Bons treinos
Ju

Runner Hostil disse...

Tem que ter muita garra para superar esses empecilhos da academia, mas pensa em seu foco que você supera. Academia eu classifico como uma coisa que reluto para ir, mas brigo mais ainda para não sair. Espero que pegue esse espírito: sua corrida agradecerá.

Helena Clebsch Vidal disse...

Fábio, quem corre gosta é de estar na rua. Mas, realmente fortalecer a musculatura se torna importante para evitar lesões. Fico feliz que apesar da quebra de ritmo na academia, você já tenha achado uma solução.
Meus treinos de força levam 38 minutos (cronometrados). E só. Acho bem suficiente para a proposta do exercício.
Forte abraço e força aí!!!
Helena
Blog Correndo de bem com a vida
@Correndodebem

Luiz Souza disse...

Olá Fábio.
Eu me vi nas suas palavras. Sou muito semelhante a você e no horári que faço a musculação (almoço) até qe está ok. Tenho perdido pouco tempo entre os aparelhos. Mas que é chato esperar, isso é.

ivana. disse...

Eu sempre faço musculação, sempre faço reforço no joelho, e sempre GOSTO ... E por aqui não preciso esperar pelos aparelhos, ainda bem ! Meu carinho.

Ingrid disse...

Fábio,
Te entendo perfeitamente. Tentei fazer musculação no início desse ano. Até comecei pra acompanhar a mãe que tinha personal e ela não podia ir sozinha, enfim... não deu certo.Ela não se adaptou e eu não me apaixonei. Tento fazer em casa abdominais, reforço pro joelho, apoios.. enfim, necas para academia.
Te apoio no sentimento..rsrs
Abraço!